Xbox Magazine traz novidades sobre Resident Evil 6

Xbox Magazine traz novidades sobre Resident Evil 6
A Xbox Magazine deste mês, que chegou recentemente as bancas dos Estados Unidos, traz como destaque uma grande matéria sobre Resident Evil 6. A revista teve acesso as duas primeiras missões de cada um dos cenários – cerca de 10 horas de gameplay. Confira abaixo as principais revelações e os scans da revista.
Atenção: contém spoilers!

Já na chamada de abertura da matéria, a revista comenta que não há o que se temer com relação ao jogo, e eles não estão falando do clima de terror do jogo, e sim do receio do título ser um fracasso, algo que foi muito comentado principalmente após a exibição das demos na E3 deste ano.
Cenário de Leon
O primeiro capítulo do cenário de Leon na Universidade Tall Oaks, realmente é uma volta – mesmo que breve ao SH: salas escuras, corredores estreitos, sustos provindos do barulho de relâmpagos e de elementos do cenário caindo, e uma exploração de cenário bastante cautelosa, onde o jogador é praticamente convidado a andar vagarosamente pelos cenários, receando o que estará por trás da próxima porta.
No segundo capítulo, Leon e Helena estão rumando para a catedral do local, e logo de início passam por um cemitério infestado de mortos-vivos. Nessa missão é apresentada uma maior gama de monstros, que inclui alguns bastante difíceis de serem mortos. Depois de passar pelo cemitério e finalmente conseguir entrar na catedral, o jogador enfrentará várias ondas de inimigos, gerando um momento de bastante ação para o capítulo, mas logo após dar fim nos monstros, o capítulo passa a ter foco nos puzzles. O jogador deve descobrir uma forma de conseguir abrir as portas para poder prosseguir no capítulo. A Xbox Magazine comenta que neste momento a sequência de puzzles é muito grande, chegando a ser inclusive um pouco entediante. O final do capítulo guarda uma surpresa, Leon e Helena enfrentam uma mulher mutada pelo C-Vírus, e nesse momento Ada Wong se revela, mas não se sabe se ela é amiga ou inimiga – como sempre, mas, uma outra grande revelação acontece, mostrando que a estrada que Leon e Helena tem de percorrer será mais difícil do que o imaginado.
Cenário de Chris
Enquanto os dois primeiros capítulos da campanha de Leon surpreende pelo clima de terror e de survival horror, as duas primeiras missões da campanha de Chris nada mais são do que ação, trazendo uma diversidade de elementos e situações menores do que na campanha de Leon, porém, ainda assim a diversão é garantida, assim como foi em Resident Evil 5.
O primeiro capítulo se inicia em Lanshiang na China no data de 29 de junho de 2013, e o principal inimigo é  J’Avo, que pode sofrer mutações após receber dano, ficando mais fortes e perigosos. Chris e Piers devem chegar a um local onde algumas pessoas são mantidas como reféns, e para tal, devem fazer um caminho tortuoso através de plataformas e cordas que ligam dois prédios. A ação do cenário é ininterrupta, há uma grande quantidade de J’Avos atacando os personagens e a melhor foma de lidar com eles é atirando na cabeça para evitar que eles sofram mutações. O sistema de jogo e de movimentação lembra muito Resident Evil 5, porém um pouco mais simplificado e  melhorado por poder-se andar e atirar simultaneamente.
O segundo capítulo do cenário de Chris é um flashback dos eventos que aconteceram em Edonia, no Leste Europeu, que levaram Chris a uma rotina de bebedeiras solitárias. Durante o capítulo, ele defrontará uma série de BOWs diferentes, e em dado Chris irá encontrar com Sherry Birkin. Após o encontro, Chris entra em uma espécie de castelo onde é obrigado a lidar com uma enorme quantidade de criaturas contaminadas pelo C-Vírus, sendo que algumas delas são bastante poderosas, além disso, evidências da ligação da Neo-Umbrella com os ataques terroristas são encontradas. A missão termina com o grupo de Chris caindo em uma terrível armadilha, deixando o jogador com uma imensa vontade de vingar o que aconteceu, nos capítulos que se seguirão.
Cenário de Jake
Jake é filho do falecido vilão Albert Wesker, e no começo de sua jornada, seu caráter é algo bastante duvidoso, deixando o jogador bastante curioso para saber o desenrolar do cenário. O cenário de Jake se inicia com Sherry Birkin indo até Edonia para solicitar a ajuda dele para erradicar o C-Vírus do mundo. Jake é imune ao vírus, isso torna seu sangue extremamente especial, e por conta disso ele pede 50 milhões de dólares para ceder uma amostra de seu sangue para a produção da vacina, Sherry, que negocia em nome do governo dos EUA aceita a exigência de Jake e então uma nova parceria é formada. Jake possui uma série de super-habilidades, lembrando muito seu pai, e essas habilidades são necessárias para passar pelos perigos que estão a frente. Uma novidade é que Jake pode deixar um slot de seu inventário de armas para os golpes físicos, dessa forma é possível ter uma variedade maior de golpes, algo que é bastante útil por conta da força e velocidade dele, além de que este é um cenário com poucas armas e munição, e estas, devem ser economizadas para serem usadas contra a maior ameaça deste cenário: o Ustanak, que persegue Jake e Sherry durante grande parte do gameplay.
Ao fim do primeiro capítulo de Jake, somos apresentados ao primeiro momento de crossover do jogo, onde Jake e Sherry se aliam a Chris e Piers, que devem cooperar para sair de situações bastante complicadas graças a um ataque em massa da J’Avos.

Agradecemos ao Hamidreza111783, que nos informou da novidade através do Twitter.

Fonte: REVIL

Esse perfil e de propriedade de glaucio (glau), mais e ultilizado pela equipe que trabalha no site. Twitter: @tecworldk. - Whats: (+55) 11-958602911 (Duvidas).

Compartilhe e Divulgue o Site! :)

Postagens Relacionadas

Comente e Tire Sua Duvida, Perguntei e Tenha Sua Resposta